O projeto Vida Caiçara e Turismo de Base Comunitária foi construído de forma participativa entre a Embraport e a Ilha Diana, a partir de outubro de 2012.

A Embraport ofereceu suporte pedagógico e recursos materiais para a organização de um empreendimento solidário, reunindo um grupo de moradores da Ilha Diana que estavam decididos a se qualificar para realizar visitas monitoradas a turistas, uma oportunidade de mostrarem seu modo de vida e aspectos da cultura caiçara, ainda presentes nos costumes e na paisagem local. Os visitantes que ali chegam, podem fazer por um passeio de barco pelo canal do estuário e apreciar os pratos da culinária caiçara, preparados pelo grupo.

Em cinco anos, o projeto já amadureceu e hoje recebe em média30 grupos de visitantes por ano, tornando assim a iniciativa sustentável, uma vez que contribui para compor a renda familiar dos moradores.

Outro ponto importante do projeto é que ele representa um modo de cultivar e valorizar as raízes e saberes locais. Ao se prepararem para a monitoria, os membros mais jovens da comunidade mergulham nos valores culturais e passam a compreender melhor o modo de vida na Ilha, a beleza e importância dos manguezais na região.